HOME | 2006 | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | ATL:BR
Flecking Records Magazine entrevista ATL
Data: 3 de Outubro de 2008
Fonte: Flecking Records Magazine
Tradução: Cine e Pris
OBS: Conteúdo explícito.

ALL TIME LOW
    All Time Low é tudo que você poderia querer em uma banda. Talentosos, bonitos, engraçados... é tudo verdade. Nós fomos sortudos o suficiente para entrevistar Alex e Jack da banda, pouco antes deles tocarem na Scala em Londres.
    Aqui na Flecking nós descobrimos que Jack e Alex irão se casar, eles gostam de garotas australianas e eles também amam 'alimentar o pônei'. Sim, cupping* é o que está pegando.
Então sente e leia enquanto nós assamos o All Time Low...

O que vocês amam no Reino Unido?
Alex: Os jovens aqui apreciam muito mais a música.

Sim, vocês tem muitas garotas esperando lá fora. Nada de garotos, só garotas.
Alex: Sério?

Deve ser difícil estar longe de casa, como você lida com isso de estar longe de sua família?
A: Tem que ser um tipo de pessoa para fazer o que fazemos. Sim, é difícil, mas nós temos folgas de vez enquando para voltar. Nós definitivamente sentimos falta de todo mundo.

Vocês já estiveram em um festival para acampar normalmente?
A: Não, eu não. Há um festival na América que é bom, mas eu nunca fui.

Nós fomos para o Reading ano passado e acampamos. Sem banho por 4 dias, não é legal!
A: Eu acho que deve ser bem parecido com estar em turnê.

Se vocês pudessem ter seu próprio festival, quem tocaria e quem seriam as atrações principais?
A: Eu acho que Foo Fighters seria a atração principal... Blink 182, Jimmy Eat World, haveria um bilhão de pessoas. Oh e Kanye West!

Vocês acabaram de tocar na Warped Tour na América. Como foi?
A: Foi ótimo dessa vez, nós entramos no meio do festival então foi um pouco menos brutal. Ele acabou e nós estávamos començando a entrar no clima das coisas. Nós não queríamos que acabasse mas todo mundo estava acabado.

Vocês ainda estavam com vontade de continuar?
A: Sim!

Vocês ajudaram Story Of The Year, não ajudaram?
A: Sim, eles se tornaram bons amigos nossos. O guitarrista deles teve que ir para casa porque a esposa dele estava tendo um filho então eu ajudei tocando guitarra com eles.

Oh olá...[Jack chega no local] Junte-se a nós!
Jack: Olá!

Vocês tem algumas fotos bem interessante de vocês de cuecas no Myspace (se você ainda não viu, vá olhar!). Vocês gostam bastante de ficarem pelados. Que nota vocês se dariam até 10?
A: 11
J: O tamanho do meu pau? [risos]
J: De gostosura ou o que?

O pacote todo...
J: 25

25?
J: Numa escala até 21.

Alex porquê você é o único calçando tênis naquelas fotos?
A: Eu realmente não sei, eu só queria usar os tênis.

Bem, nós estamos contentes... não gostamos de pés.
[risos]

Se o resto da banda fosse de meninas, por quem vocês ficariam mais atraídos?
J: Erm, eu não gosto de ninguém nessa banda então... não, Alex.
A: Eu seria o mais gostoso. Eu vou dizer o Rian.

Garotas americanas ou inglesas?
A: Garotas autralianas.

Como vocês passam uma cantada em uma garota?
J: HEY GAROTA!
A: É nossa cantada favorita. Hey garota!
J: Funciona sempre.

Nunca usaram a cantada de 'eu estou numa banda'?
J: Não, só "Hey garota. Qual é o seu nome?"
A: É isso que fazemos! Parece ótimo pra gente!

Nós vamos dar um teste pra vocês de gírias inglesas... "Bare"... nãoo um urso (bear), mas "bare" como em... "you were bare good".
A: Realmente? Realmente bom? Tipo... "muito"?

Yeah.
A: Manda mais!

Gash.
A: Gash? Posso ouvir em uma frase, por favor?

Hmm, nãoo acho que seja uma palavra que dê pra colocarmos em uma frase...
A: Oh! Vagina?

Sim!
A: É!

Muito bem...
A: Eu tive que pensar por um segundo...

Shank, se eu tivesse a ponto de ficar muito bravo com você...
A: Esfaquear.

Oh, você sabia?
A: É um termo usado na prisão.

Bean flicker
A: Eu sei o que significa, mas... é tipo...

Ela é uma bean flicker
A: É como dizer que alguém é uma pessoa que se masturba?

Pense como se fosse...
A: É, não, eu sei ao que se refere... ao clitóris!

Significa lésbica.
A: Ohhhh. Ok, agora faz sentido. Eu pensei que significava que a menina se masturbava.

Ela é uma bean flicker.
A: Entendi! Outras pessoas masturbam ela.

Spark
A: O que?

Tipo, se eu disesse "I'm gonna spark you"
A: Não faço idéia

Significa bater em alguém. Então, se você escutar alguém dizendo "I'm gonna spak you" então saia correndo ou apanhe!
Batty. Tipo, se eu disesse "You're a batty boy"

A: Oh, eu não sei...
Significa gay.
A: Ah, sério?
J: Batty boy! (menino gay)

Cotch... Vamos cotch no seu quintal...
A: O que?

Cotch, não crotch
A: Oh, erm... Crotching e cotching.

Você está cotching agora mesmo!
A: Nós estamos conversando? Nós estamos relaxando.

Vocês têm que levar algumas dessas gírias para os EUA com vocês...
J: We're cotching... (Nós estamos relaxando..)
A: Cotch, gostei.

Alimente o pônei. (feed the poney)
[risos]
A: O que? Essa é uma das gírias?
[Flecking faz um "copo" com uma mão]
A: Eu não tenho idéia!

Significa masturbar uma mulher.
A: Legal.

Você poderia usar numa cantada. "Oi, como vai, posso alimentar seu pônei?"
J: É mesmo!

Hmm, na verdade ela provavelmente te bateria...
J: Eu vou começar a dizer isso com frequência!

Vocês fizeram cover de Umbrella... ella... Por que essa m[usica em particular?
A: É divertida, é uma música boa. As pessoas gostam.

Por acaso alguém tem uma queda secreta pela Rihanna?
J: Sim!

Ok, eu imaginei. Vocês pretendem fazer mais algum cover no futuro?
A: Eu tenho certeza que faremos algo em breve.

O que vocês gostariam de fazer?
A: Eu ainda não tenho certeza...

Nós achamos que vocês deveriam gravar [canta] "Wake me up before you go..."
A: Isso seria legal.

Ou Kanye West?
A: Nós quase gravamos "Golddigger", mas é muito difícil de fazer.

Vocês têm uma incrível banda chamada Last Letter Read abrindo pra vocês hoje à noite. Vocês já escutaram eles?
A: Na verdade, nós nunca escutamos eles. Eles foram colocados no show pelo nosso agente. Eles são bons?

Sim, eles são.
A: Legal, eu definitivamente vou assistir eles.

Obviamente bandas como Last Letter Read têm vocês como exemplo e são inspirados por vocês...
A: É, sério? Por quê? Não, eu só tô brincando.

Aw, mas as pessoas amam vocês!
A: Eles querem alimentar o pônei com a gente?

Talvez. Pergunte a eles.
A: Tá bom.

Nós vamos contar às meninas lá fora: "Hey, o All Time Low quer que vocês alimentem o pônei..."
[risos]
J: Se nós perguntarmos a elas, será que elas vão entender o que isso significa?

Eu não sei, elas são bem novas! Então, quais são suas influências?
A: Jack. Ele é a minha influência.

Isso é amor?
A: É.

Vai ter um casamento?
A: Sim.

Podemos ir?
A: Sim, você está convidado.

Nós seremos as damas de honra. Qual é sua banda britânica favorita?
A: Eles não são britânicos, são escoceses, mas Biffy Clyro.

Eles contam.
J: Lily Allen

Você só acha ela bonita...
[Jack concorda e sorri]

Ela provavelmente te espancaria. Não, sério, ela entrou numa briga semana passada.
J e A: Sério?

É, tem um vídeo dela batendo na lanterna (do carro) de alguém...
A: Isso é maravilhoso!

Antes da banda, vocês tinham empregos "normais"?
A: Jack trabalhou em lojas de sorvete com o Rian

E você?
A: Não, nada. Só bandas
Privilegiado!

Então vocês devem ganhar um monte de coisas grátis...
A: Nós só ganhamos roupas e sapatos.

Vocês deveriam vendê-los no eBay.
J: De jeito nenhum!

E quando vocês mencionam nas entrevistas... "blah blah sapatos da Vans". Eles mandam mais coisas?
A: Ah, não é Vans, é Nike, baby!
J: Eu tô recebendo coisas da Nike na minha casa enquanto falamos!

Vocês foram nominados para o Kerrang Awards semana passsada.
A: É, nós deveríamos ter ganhado!

Por que vocês não foram?
J: Nós estávamos nos EUA.
A: Yeah, nós tínhamos um show e nós viemos pra cá [Inglaterra] no dia seguinte

Vocês tem tatuagens ou piercings? Alex, nós vimos um vídeo seu fazendo uma [tatuagem] no seu braço.
[Alex puxa a manga de seu casaco]
A: Tá descascando, mas...
[Flecking (entrevistador) olha mais de perto]
J: Eu tenho um brinco. Bom, é falso.

Falso? Um brinco falso?
J: Não, um brinco de verdade, só um diamante falso.

Nós pensamos que era um daqueles brincos de pressão...
J: Haha, não, eu não sou tão poser assim... Eu não sou tão gay!

Algum medo? Aranhas? Altura? Injeção?
A: Sim!

Como você fez sua tatuagem então?
A: Você quase nem vê a agulha. A agulha não me incomodou muito. Mas o barulho era alto. Parece que você está sendo eletrocutado com o jeito que eles a movem. Parace que você está sendo chocado. Mas uma vez pronta, está pronta.

Hey, ficou legal...
A: Exatamente! Uma outra coisa é se você começar a simplesmente convencer a você mesmo a deixarem começáa-la, então você está ferrado porque tipo, você não pode parar uma vez que você começou. Ele começou a fazer os pés da minha tatuagem e eu tava tipo "Foda-se isso, isso é uma merda" e então eu estava tipo "bom, não posso parar agora".

Quanto tempo levou?
A: Uma hora e 15 minutos.

Descreva o Flecking em 3 palavras.
A: Sexo com cavalo.
J: Alimente o pônei!

Nós vamos terminar com um jogo de associação de palavras. Não pense, apenas diga a primeira palavra que vier à sua cabeça.
Inglaterra.

A: Alemanha.

Esporte.
A: Baseball.

Traveco. (Trannies)
J: Traveco?
A: É, transexuais. Cabras.

Queijo.
A: Limão.

Paris Hilton
A: Suco de laranja.

Raposas.
A: Jimi Hendrix.

Sexo
A: Unilateral
J: Essa é uma boa resposta!

Futebol americano.
A: Gary Lineker

Marrom. (Brown)
J: Sum 41

Mas ele não saiu?
J: Ah, é verdade!

Flecking
J: Alimente o pônei.

Anal
A: Miçangas.

Jägermeister (bebida alcoólica)
A: Crianças.
Fazer turnê
A: Gravidez

Vacas
J: Moo.

Banana
A: Limão. Não, espera. Eu já disse limão... Taxi.

Pinto.
A: Sparrow*

James Bourne**
A: Carrinho de mão
J: Eu amo James Bond.

[risos] Não, James Bourne!
J: Quem?

Hotel.
A: Bobagem

Flange
A: Hocus pocus

Você sabe o que Flange significa?
J: Ah, cara, eu amo.

Significa vagina.
J: [forçando um sotaque brit&aacir;nico] Vagina? Quantas milhas por hora essa vagina faz? [risos]

Quando vocês voltam para o Reino Unido?
A: Provavelmente na próxima primavera. Quando é o Give It A Name?

Abril.
A: Nós voltaremos aí então. O cara que agenda nossos shows está vindo hoje à noite...

Legal, nós o acharemos e diremos pra ele agendar vocês pro Give It A Name 2009!
A: Yeah, diga "agende eles ou nóe;s te esfaquearemos" [Alex usa uma gíria inglesa]

Nós te ensinamos tanto...
A: É, você nos deixou mais cultos!

Sexo, drogas e rock 'n' roll?
A: Rock 'n' roll.
J: Sexo.

Sem drogas?
[Ambos começam a rir]
J: Não, nós não usamos drogas, a não ser pelo Pepto-Bismol.
A: Nós só bebemos muito...

    Naquela noite, nós prestamos atenção pra ver se eles mencionariam algumas das palavras que ensinamos a eles. Não muito tempo depois de o show começar, Jack diz "gash" (vagina) e segundos depois "feed the pony" (alimente o pônei) é gritado no palco.

*(pode ser tanto Jack Sparrow ou um pássaro)
** James Bourne é o ex-vocalista do Busted e atual líder da banda Son of Dork. As duas bandas foram muito famosas na Inglaterra. James também é compositor.

-------------------------------------------------------------------------------------

    Então você leu a entrevista, mas e quanto ao show? Como foi?
Nós achamos que foi fantástico, mas não se contente com somente nossa palavra. Nosso amigo Rich Brightwell do Hypo Psycho estava na platéia. Segue o que ele tem a dizer...

    "All Time Low é uma banda que eu, de algum jeito, acabei perdendo a chance de ver toda vez que eles vieram para o Reino Unido. E, sendo um fão desde os dias de Put Up Or Shut Up, eu estava extremamente ansioso para essa performance.

    Após alguns goles de um Jager muito caro, e uma banda de abertura que eu não escutei realmente, All Time Low finalmente fez sua entrada ao som de Holly (Would You Turn Me On?). Uma surpresa de abertura para mim, mas uma definitivamente eficiente em pô a galeria em ação com a batida rápida da introdução e um refrão fácil de cantar. Na verdade, a galera parecia ter muito mais energia do que eu já tive, já que eles não paravam de ficar loucos, até a banda sair do palco. E o líder Alex Gaskarth tem todos eles comendo em suas mãos desde o começo.

    Ok, assistir um show de uma banda que só tem um CD inteiro e um EP à venda obviamente faz da setlist uma coisa bem óbvia de se prever, e a banda certamente não decepciona nesse aspecto. Eles tocaram singles como Six Feet Under The Stars, Poppin' Champagne e definitivamente uma favorita dos fãs, Coffee Shop Soundtrack, a qual cada pessoa da platéia cantava junto cada palavra.

    Após mais algumas músicas do CD e umas mais velhas, a banda anuncia que eles vão fazer um cover de Umbrella, da Rihanna, o que me intrigou, uma vez que já escutei algumas bandas fazerem cover dessa música e obterem um resultado fraco. A versão do ATL, no entanto, apesar de previsível, soa incrível, com um enorme e rítmico refrão, incluindo uma impressionante harmonia de três vocais. Definitivamente uma boa inclusão, e uma que envolveu o lugar inteiro. Agora, o ponto alto da noite para mim foi a acústica Remembering Sunday. Foi nesse ponto que eu percebi quão bom o vocal de Gaskarth realmente é, já que essa música mostra a incrível variedade, potência e agudos, o que claramente está muito à frente de muitos [músicos] contemporâneos da cena no momento. Foi uma vergonha o fato de que a parte de Juliet Simms não foi cantada por ninguém. No entanto a multidão cantou as falas dela, enchaixando-se perfeitamente na música.

    A banda reaparece para Dear Maria, Count Me In, o single principal deles, e aparentemente a última música. Mas eles voltam mais uma vez para terminar a noite com um "bis" estranho: um cover de Dammit, do Blink 182, utilizando as habilidades de guitarra dos membros das bandas de abertura. Eu estava um pouco receoso com essa escolha no começo, mas então eu percebi quanto eu e todo o mundo ama essa música, e a subta invasão do palco resultou numa noite muito agradável de músicas de verão e cabções pop extremamente pegajosas.

    All Time Low foi definitivamente impressionante hoje. Musicalidade sólida, ótima presença de palco e ótimo vocal de Gaskarth significam que eu realmente estou ansioso para um novo CD, e esperançosamente uma nova turnê no Reino Unido logo!"



Hosted by Flaunt Network